domingo, 3 de novembro de 2013

O Movimento Responde: Internauta defende um novo Congonhas para Ribeirão


Mario I    .    1 de novembro de 2013 18:33

Gente, vamos acabar com esse trauma coletivo bovino de que Congonhas é um entrave, é um "elefante branco" dentro da metrópole e que o túnel a ser construído sob a pista do Leite lopes vai ser um perigo principalmente a noite.
Perguntem a qualquer Paulista se eles preferem pegar um avião em Congonhas ou em Guarulhos ? Perguntem se o aeroporto de Congonhas é um transtorno a todos os passageiros que chegam ou que saem dele pela sua localização? Perguntem a todos se o túnel construído na lateral do aeroporto é perigoso a noite ?
Vejam se as companhias aéreas tem alguma reclamação a fazer ?Pelo contrário, estão sempre reivindicando mais espaço e novos planos de vôos. Quem mora ao lado do aeroporto já se acostumou e não quer sair, sabem também que ele tem restrição de operação depois de certa hora da noite.
Um terminal aéreo, numa grande metrópole, bem localizado é tudo que o Paulista quer, porque ele principalmente é prático e porque consequentemente traz grande contribuição a todos que não tem tempo a perder.
Sim ... vão dizer : "mas é inseguro e perigoso ! "
Pergunto: Aonde, hoje em dia tem algum lugar seguro nas nossas cidades ?
Finalmente, 80% dos aeroportos no MUNDO encontram-se em zona urbana e nem por isso eles são discriminados e rejeitados; só por aqui mesmo onde ainda existem meia duzia de caipiras com medo desse monstro que avoa ...

_____________________________________________________________________

Pois é caro Mario. Segundo sua frase de ordem nada melhor que um Congonhas na orelha, ao que já está todo o mundo acostumado e curtindo. Falta perguntar ao pessoal do AMEA (Associação da Moradores) se isso é verdadeiro ou não.

Também quiseram ampliar a pista  sobre a Av. Bandeirantes mas a resposta da comunidade foi a simples palavra NÃO! E o judiciário concordou!

Que chato, quando as nossas utopias não se enquadram na realidade.

lembra também quantas vezes, depois do homicídio de 199 pessoas em 2007, aviões de passageiros com destino a Congonhas partindo de Rio Preto (2008) ou de Brasília (mês passado) receberam o pedido do piloto para desembarcar um certo número de passageiros porque estava chovendo em Congonhas e era necessário aliviar o peso para que fosse possível pousar com segurança.
 
Seguindo seu conceito de um aeroporto igual ao de Congonhas, quem  precisa de emoções fortes?  É um excelente equipamento, sem igual e que todo o mundo prefere porque é de acessibilidade mais rápida ao centro da cidade.  Ao cemitério também.

E se no mundo inteiro tem muito aeroporto em área urbana, o que é que Ribeirão Preto tem a ver com isso? Só porque eles não têm noção de responsabilidade ou têm falta de espaço, temos que ser tão burros quanto eles, que deixaram que isso acontecesse?

Miremos os bons exemplos mesmo que poucos  e Vamos para o aeroporto novo que Ribeirão precisa e merece. Que a iniciativa em Ribeirão Preto  também sirva de exemplo para  outras cidades  e que as  suas populações sejam incentivadas para  enfrentar o poder publico e o poder econômico e exigir: se Ribeirão Preto fez um novo aeroporto, nós também podemos e queremos!

O Núcleo Gestor


5 comentários:

  1. Ribeirão exige um novo aeroporto em outro local porque, as vozes sábias dizem: Ribeirão merece !!

    Agora vejam parte do artigo que foi publicado na Folha de São Paulo na data de hoje. Por favor leiam com atenção:

    04/11/2013 - 03h25

    SP pode ter primeiro Aeroporto privado do país.

    MÁRCIO NEVES
    DE SÃO PAULO

    "Em uma área equivalente a 278 campos de futebol entre as rodovias Carvalho Pinto e Presidente Dutra, na região de Caçapava (a 123 km de São Paulo), máquinas abrem espaço para o que poderá ser o primeiro aeroporto comercial privado do país.

    Bancado por Rogério Penido, dono de uma construtora e pavimentadora que leva o seu sobrenome, em São José dos Campos (SP), o planejamento para o aeroporto começou há dez anos e foi visto como audacioso por outros empresários da região.

    Só para obter as licenças que permitiram o início das obras foram gastos sete anos, e foi necessária a criação de um plano diretor que limita a ocupação do solo no entorno.

    O projeto, batizado de Aerovale, está orçado em mais de R$ 250 milhões bancados por Penido do próprio bolso.

    Com uma pista de 1.530 metros, 390 metros menor que a pista principal do aeroporto de Congonhas e 227 metros maior que a do Santos Dumont, no Rio de Janeiro, o aeroporto incluirá um terminal de passageiros para aviação comercial e executiva, heliportos e um conjunto de hangares."
    _______________________________________________________

    É bom repetir aos incrédulos o que foi escrito: " ... o planejamento para o aeroporto começou há dez anos e foi visto como audacioso por outros empresários da região. ... Só para obter as licenças que permitiram o início das obras foram gastos sete anos, e foi necessária a criação de um plano diretor que limita a ocupação do solo no entorno. "

    Imaginem que o estudo para a implantação desse Aeroporto levou dez anos e mais sete anos só para obterem as licenças necessárias a construção, sem contar que o dinheiro já existe e será integralmente bancado pelo empresário, agora imaginem se formos depender também dos Órgãos Públicos para termos a verba necessária para a realização deste empreendimento ? Pelo menos menos mais 5 anos, alem dos sitados acima seriam necessários.

    Será que Ribeirão depois de 40 anos na fila poderia esperar ainda mais todo esse tempo para ter um outro aeroporto ?
    Tenhamos então um pouco mais de bom senso e vejamos se vale a pena continuar nessa frenética luta por um novo aeroporto.

    ResponderExcluir
  2. O núcleo gestor tem que descer do trenó junto com o Papai Noel e parar de sonhar, tem que colocar o pé no chão e aceitar essa realidade, aqui temos provas reais da inviabilidade desse sonho de vocês; não adianta ficar na retórica, tem que ter provas concretas de que sua intenção é viável e a curto espaço de tempo. Quanto ao pessoal do AMEA (Associação da Moradores) que lutaram para evitar a remoção dos favelados que viviam dentro da zona de ruídos, estes deveriam agora reunir os 596 moradores deslocados para apartamentos da CDHU e perguntar se valeu a pena mudarem ou se preferiam continuar morando na favela.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E tem mais Mario I., hoje mais 53 famílias foram deslocadas das imediações do aeroporto (estavam numa favela) e foram morar em um conjunto habitacional da CDHU, fato amplamente divulgado. Pergunte à esses moradores se eles estão felizes ?? Claro que sim, afinal, ninguém quer continuar morando em favela, todos tem o direito de melhorar de vida, todos tem direito a um endereço digno, e Ribeirão tem o direito de ter um aeroporto internacional de cargas no Leite Lopes.

      Excluir
  3. Ola, estou fazendo TCC sobre o assunto, sou estudante de engenharia civil, defendo a construção de um novo aeroporto! o dono deste blog poderia entrar em contato comigo atravéz deste chat? me passe seu email por favor! grato!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. e-mail de contato

      novoaeroportoribeiraopreto@gmail.com

      Excluir